sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Ídolos da Torcida

Fala Nação Alviverde

Ídolos da Torcida é um quadro em que toda sexta-feira irei falar sobre um grande ídolo que já passou pelo Coritiba!

Hoje irei falar de Ênio Andrade!

Dica:Wilson Hebert,Blogs:Sempre Fla,Futebol Música etc e Pitacos do Bodaum.

Valeu Wilson!

Faça igual ao Wilson mande por e mail ou comente sobre um grande ídolo do Coritiba!

pedrinhofranco@hotmail.com

Ênio Andrade:

Nasceu em Porto Alegre/RS, em 31 de março de 1930.

Ênio Andrade começou como zagueiro no São José em 1949, transferindo-se para o Internacional no ano seguinte. Em 1951, transferiu-se para o Renner, clube que defendeu até 1957.

Foi no Renner que Ênio Andrade foi deslocado para o meio-campo, através do técnico Selviro Rodrigues. Em 1956, sagrou-se campeão dos Jogos Pan-americanos do México. Ainda defendeu Palmeiras, Náutico e novamente o São José.

Após encerrar a carreira de jogador, em 1961, Ênio Andrade tornou-se treinador de futebol. Em sua nova carreira, conseguiu importantes conquistas, tal como as da época de jogador. Era considerado um treinador bastante estrategista. Conquistou três campeonatos brasileiros: em 1979, com o Internacional (sendo de forma invicta, o único a conseguir tal feito até hoje); em 1981, com o Grêmio (em pleno Estádio do Morumbi); e em 1985, com o Coritiba (em pleno Maracanã, após disputa de pênaltis).

Ênio Andrade ainda teve conquistas internacionais em seu currículo. Pelo Cruzeiro, foi uma vez campeão da Supercopa Libertadores, além de uma Copa Ouro e um Copa Master Supercopa.

Ênio Andrade faleceu em 1997, aos 68 anos de idade, vitimado por complicações pulmonares.

Como jogador atuou nas seguintes equipes:
• São José (Porto Alegre) - 1946 a 49
• Internacional (Porto Alegre) - 1950 a 51
• Renner (Porto Alegre) - 1952 a 58
• Palmeiras (São Paulo) - 1958 a 61
• Náutico (Pernambuco) - 1961
• São José (Porto Alegre) - 1962

Títulos como jogador:
• Campeão metropolitano em 1950, 1951 (Internacional) e 1954 (Renner);
• Campeão gaúcho em 1950, 1951 (Internacional) e 1954 (Renner)
• Campeão paulista em 1959 (Palmeiras)
• Campeão da Taça Brasil em 1960 (Palmeiras)
• Campeão panamericano em 1956 (Seleção Brasileira)


Como técnico, Ênio Andrade faria história em campeonatos brasileiros. Foi três vezes campeão, com três equipes diferentes: Internacional (1979), Grêmio (1981) e Coritiba (1985). Também foi duas vezes vice-campeão, com o Grêmio (1982) e Internacional (1987). Sua maior ligação foi com o Internacional e o Cruzeiro, clube que foi a casa do velho treinador, em seus últimos anos de carreira.

Sua filosofia simples de trabalho, que conquistava os jogadores, podia ser resumida em uma frase do mestre: “Eu perdi, nós empatamos, vocês ganharam”.

Equipes pela qual Ênio Andrade disputou o campeonato brasileiro:
1975 Grêmio
1976 Santa Cruz
1977 Sport
1978 Juventude
1979 Internacional
1980 Internacional
1981 Grêmio
1982 Grêmio
1984 Náutico
1985 Coritiba
1986 Sport
1987 Internacional
1988 Palmeiras
1989 Cruzeiro
1990 Internacional
1991 Internacional
1992 Cruzeiro
1994 Cruzeiro
1995 Cruzeiro

Resumo:
361 partidas
151 vitórias
100 empates
110 derrotas
20 campeonatos disputados

Fonte: Blog História do Futebol

Opinião do Coxamor:

Grande jogador e grande tecnico do futebol Brasileiro!

Obrigado Ênio Andrade!

Descanse em paz!

Para você quem foi o melhor jogador do Coxa na história?(comentem para eu poder postar)

Abraços

SAV

Bookmark e Compartilhe

Um comentário:

Leonardo Resende disse...

Fala Pedrinho, muito boa lembrança.

De fato trata-se de um grande nome na história do Coxa e do futebol Nacional.

Sugiro pra ti que no próximo quadro, fale sobre o Lela.

Visite também o Rio Futebol, se puder!

Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com

Voltar Para o Topo